Décimo Sexto Domingo do Tempo Comum

A hospitalidade que nos torna discípulos de Jesus

Toda vez que nos reunimos para celebrar a Eucaristia sentimos muito forte a presença do Deus que comunica vida. É ele quem nos acolhe como filhos. É ele quem nos prepara o banquete da vida. É ele quem transforma nossas situações de morte e desilusão em momentos de vida e esperança (I leitura).

Ao celebrar a Eucaristia, entramos na casa de Deus, e Jesus entra em nossa casa. Nós nos sentamos aos pés do Mestre para escutar. E ele nos diz: “Uma só coisa é necessária”, ou seja, a única coisa que nos pede é que entremos em comunhão com ele e seu projeto (evangelho)

Trazemos para nossa celebração as lutas do dia-a-dia, os esforços e cansaços do trabalho para viver dignamente, e as tarefas pastorais em vista da transformação do mundo. E aprendemos a associar tudo isso ao que falta aos sofrimentos de Cristo em favor do seu Corpo , que é a Igreja (II leitura)

<< Voltar