Décimo Terceiro Domingo do Tempo Comum

É fácil seguir Jesus?

O tema que predomina nas leituras desde domingo  é o do seguimento ou, se quisermos, o tema do discipulado. E podemos perguntar-nos se isso é fácil ou simples de se realizar.

Na I leitura, Eliseu reage de modo espontâneo e sem reticências quando sente sobre os ombros o peso do manto de Elias, que ele deverá suceder na missão profética. E se põe logo a serviço.

No evangelho começamos com Jesus sua assunção”para Jerusalém e para o Pai, em parte é isso que celebramos na Eucaristia. Mas não é tão fácil e simples seguir esse Jesus que pôs o pé na estrada. Dois discípulos precisam ser exorcizados”quanto ao preconceito racial e à intolerância religiosa. Outros são provocados a abandonar segurança, a rever prioridades e a romper laços familiares para pertencer a uma família que não se constitui a partir dos laços de sangue.

1 Reis 19,16b.19-21 – Radicalidade do seguimento do profeta – Nessa experiência do Deus libertador, o profeta descobre os próximos passos a dar: reunir as pessoas fiéis ao projeto de Javé, criar um novo quadro político, e providenciar um substituto para a sua missão. O manto simboliza a atividade profética: jogando-o sobre Eliseu, Elias o escolhe para acompanhá-lo. A missão profética é empenhativa e supõe que a pessoa a coloque, em primeiro lugar, acima dos próprios bens, família e trabalho.

Gálatas 5,1.13-18 – A liberdade cristã – A vida cristã é um chamado para a liberdade. Esta, porém, não deve ser confundida com libertinagem, que é buscar e colocar tudo a serviço de si mesmo. A verdadeira liberdade leva o homem a crescer no amor e no dom de si, para colocar-se a serviço dos outros. Como os sinóticos (cf. Mc 12,31), Paulo resume a Lei no mandamento de Lv 19,18: quem ama o próximo, realiza a vontade de Deus.

Lucas 9, 51-62 – As exigências do seguimento de Jesus –Nessa viagem, Lucas mostra a pedagogia de Jesus, que vai indicando o caminho para aqueles que querem unir-se a ele. Tal processo por ele iniciado vai provocar sérios conflitos com aqueles que não querem mudar o rumo da história. Por enquanto, nem os samaritanos entendem que Jesus vai a Jerusalém para salvá-los. E os discípulos não imaginam que a Samaria será um dos primeiros lugares que eles evangelizarão ao saírem de Jerusalém (At 1,8). Os primeiros passos para os que seguem Jesus em seu caminho são: disponibilidade contínua, capacidade de renunciar a seguranças e, iniciado o caminho, não voltar para trás, por motivo nenhum.

<< Voltar