Mensagem do Pároco

Queridos e paroquianos, irmãos e irmãs de caminhada

Hoje estamos celebrando o Natal. Deus entra definitivamente na história do ser humano por meio de uma mulher jovens, mas disposta a servir a humanidade “ Eis aqui a escrava do Senhor , faça-se em mim segundo a tua palavra “ ( Lc 1,38). Maria é representante da comunidade dos pobres que esperam pela libertação. Dela nasce Jesus Messias, o Filho de Deus. O fato de Maria conceber sem ainda estar morando com José indica que o nascimento do Messias é obra da intervenção de Deus. Aquele que vai iniciar nova história surge dentro da história de maneira totalmente nova. Celebrar o Natal é fazer memória dos acontecimentos libertadores do nosso Salvador. Messias e Senhor. Jesus nasce no meio dos pobres, favelas , refugiados , moradores de rua ,  migrantes, pastores, enfim, encarna-se na realidade dos que sofrem, para remi-los.

Ao finalizarmos o ano da misericórdia  ,  fomos convidados a reconhecer  : “ A experiência de misericórdia vivida por Maria Santíssima. Depois do pecado de Adão e Eva, Deus não quis deixar a humanidade sozinha e à mercê do mal. Por isso, pensou e quis Maria santa e imaculada no amor, para que Se tornasse a Mãe do Redentor do homem”. “Perante a gravidade do pecado, Deus responde com a plenitude do perdão. A misericórdia será sempre maior do que qualquer pecado, e ninguém pode colocar um limite ao amor de Deus que perdoa”  o Papa Francisco.

Mesmo passando momentos difíceis no Brasil , no Rio de Janeiro e em nossas comunidades , devemos reconhecer que somos homens e mulheres  de Fé. Está mesma Fé, nos ajuda a olhar o passado , Cristo encarnado (Natal) ;  o presente a nossa vida ; o futuro como um legado ( ensinamentos bons )  que deixaremos para futuras gerações ( filhos e netos) , tendo a certeza de que fizemos a nossa parte para que a sociedade fosse melhor. Um provérbio africano diz: “Gente simples, fazendo coisas pequenas, em lugares pouco importantes, consegue mudanças extraordinárias. Por menor que sejamos juntos fazemos coisas grandiosas e por isso , não podemos perder a oportunidade de fazer o bem.

Todos nós somos chamados por Deus, por isso não podemos desanimar e nem nos afastarmos de Deus e da sua Igreja. Podemos afirmar com muita clareza esse mundo precisa de esperança e nós somos chamados por Deus a estimular a esperança. Que Deus nos fortaleça.

Nós padres e irmãs desta comunidade agradecemos por todo o bem feito por vocês:  conselheiros, participantes de grupos e das missas , colaboradores,  irmãos e amigos na Fé. Desejamos um Feliz e Santo Natal e uma Ano Novo cheio de mudanças para o bem de todos.

Mons Luiz Antônio

<< Voltar