Vigília de Corpus Christi

ADORAÇÃO AO SANTÍSSIMO  para os jovens

Dirigente: Hoje somos convidados a estar com Jesus, a lhe fazer companhia por essa hora. Reunidos para este momento de oração e adoração do Cristo presente no Sacramento Eucarístico, queremos recordar que esta presença decorre da Celebração Eucarística e a ela nos deve encaminhar. E mesmo em meio às tribulações, em razão do coronavirus  , pedimos a proteção e saúde , por isso estamos , reunidos em oração nos nossos lares com a família , confiando na presença do Senhor no  Santissimos Sacramento aqui , agora  querendo renovar nossa Proteção e Saúde.

Todos:  Iniciemos em nome do Pai, do Filho, do Espírito Santo. Amém. Estamos reunidos em nome do Pai, Deus de todos os povos e nosso criador. Em nome do Filho, Jesus, nosso Salvador e que tornou a nós todos, irmãos. E em nome do Espírito Santo do amor que nos conduz. Iniciemos esta hora louvando a Santíssima Trindade.

Dirigente:  Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo, como era no princípio, agora e sempre.  Amém.

Dirigente:  Graças e louvores se dêem a todo momento.

Todos:         Ao Santíssimo e Diviníssimo Sacramento

Cantemos:

Senhor, quando te vejo no sacramento da comunhão . Sinto o céu se abrir e uma luz a me atingir  . Esfriando minha cabeça esquentando meu coração.

Senhor graças e louvores sejam dados a todo momento. Quero te louvar na dor na alegria e no sofrimento E se em meio a tribulação, eu me esquecer de ti,Ilumina minhas trevas com tua luz.

Jesus, fonte de misericordia que jorra do templo. Jesus, o filho da Rainha.

Jesus, rosto divino do homem. Jesus, rosto humano de Deus.

Chego muitas vezes em tua casa, meu senhor. Triste e abatido, precisando de amor,

Mas depois da comunhão tua casa é meu coração, Então sinto o céu dentro de mim.

Não comungo porque mereço, isso eu sei, oh meu senhor comungo pois preciso de ti.

Quando faltei na missa, eu fugia de mim de ti mas agora eu voltei, por favor aceita-me.

( De joelhos)

Dirigente :Nesta adoração, preparemos nosso coração e nos coloquemos a serviço de nosso Rei Jesus, sendo verdadeiros adoradores. Peçamos a interseção de Santa Rosa para que nos ajude a sermos dignos de servir a Cristo na construção de Seu reino. Vinde Senhor Jesus! Eis-nos aqui para te amar e adorar!

( Silêncio )

Cantemos

Vem, Senhor Jesus

O coração já bate forte ao te ver

A tua graça hoje quero receber

Sem a benção do Senhor não sei viver

Vem, Senhor Jesus

Olhar o povo ao teu redor me faz lembrar

A multidão lá no caminho a te esperar

Vem ó Santo de Israel

Passar também neste lugar

É o Rei! À nossa frente está

É feliz quem o adorar

É Jesus, o nosso mestre, e Rei

Bem aqui, tão perto se deixa encontrar

Diante do Rei dos reis todo joelho se dobrará

Dirigente: Jesus chamaste-nos para estarmos contigo durante esta próxima hora, para te louvar, adorar, pedir, agradecer e assim prepararmos o nosso coração para ressuscitarmos contigo. Sabemos que Deus nos chama a fazermos tudo por Ele; a responder a quem nos chama, como se fosse a Ele, a fazer sempre a sua vontade.

Leitor 1 : Como comunidade queremos apresentar a Jesus nossas intenções: Por nós Jovens, pela Familia, pela Paz, pelos Desempregados, pelos Pobres , pelo Brasil ,  dê a todos  força para continuar lutando por uma sociedade mais justa e um mundo melhor. Que  também,  não lhes falte amor e alegria em viver.. Sabemos Senhor, que devemos procurar amar mais que ser amado.

Leitor 2 : Vá permitindo que Jesus na sua infinita misericórdia alcance você. “Clame por Ele, chame Jesus, clame pra que Ele venha em seu auxílio, não permita que nada tire sua atenção; quando Pedro olhou para as águas ele começou a afundar, então não tire os olhos de Jesus”…

( Em pé)

Leitor 3 : Ó Jesus, presente na Eucaristia, viemos aqui, para vos adorar, para vos agradecer e para vos pedir perdão.

Senhor Jesus Cristo, que nos dissestes; “Amai-vos uns aos outros”, ensinai-nos a amar de verdade e com obras; ensinai-nos a não ser egoístas, a não pensar só em nós. Ensinai-nos a pensar nos outros e a amar sobretudo os que não são amados.

Leitor 4: Senhor faça-nos compreender que, existem milhões de seres humanos, vossos filhos e nossos irmãos, que sofrem injustamente, e talvez já sem esperança.

Alguns vivem a meu lado, na minha rua. Que neste encontro convosco no Sacrário, nós possamos compreender melhor o vosso mandamento “Amai-vos uns aos outros” e perdoar nosso irmão.

Leitor 3 : No silêncio do nosso coração conversaremos com Jesus de amigo para amigo, pedindo perdão de outras faltas que nos impede de viver plenamente o amor de Deus, conforme vocês estão sentindo em seus corações.

Refrão cantado: A nós descei divina luz! Em nossas almas acendei o amor, o amor de Jesus!

Leitor 4 : Vamos passar alguns momentos de oração diante de Jesus. Momentos de silencio e de profunda oração. Momentos de escuta da Palavra de Deus, de reflexão e de louvor. Mas também momentos de reconhecermos que somos pecadores. Por isso, neste inicio da nossa oração, vamos nos colocar diante de Jesus de modo humilde e de coração aberto, para sentir sua presença em nós, presença que nos perdoa e que nos conforta.

Todos: Porque muitas vezes aproximamos da santa comunhão indignamente…

Porque nem sempre valorizamos e participamos atentamente da Santa Missa…

Porque temos dificuldades em viver a união e a paz…

Porque nem sempre vivemos o amor e a justiça que Tu nos ensinastes…

Porque temos rezado muito pouco junto a nossas famílias…

Cantando:Piedade Senhor, tem piedade Senhor. Meu pecado vem lavar com seu amor!

( Sentados )

Dirigente: Senhor Jesus, cremos que Tu olhas para nós com olhar de misericórdia. Escutai nossos apelos de perdão. Fazei que jamais nos afastemos de Vós que sois o caminho que conduz ao Pai, a vida que nos faz filhos e filhas de Deus e a verdade que nos liberta. Jesus permanecei sempre ao nosso lado, fortalecei a nossa fé e alimentai nossa esperança. Amém!

Lado 1 :Jesus, vós nos concedestes vosso corpo e sangue, como sinais de vossa salvação. Já caminhamos bastante, mas ainda não o suficiente para vos amar de todo o coração. Há muitos irmãos nossos jogados a própria sorte da vida. Há muitos irmãos nossos sem a mínima condição de vida. Por estes irmãos nós rezamos e os colocamos aos vossos cuidados.  Jesus, queremos ser mais fraternos!

Lado 2 :O homem nunca pode perder de vista a pessoa do outro. Para isso nós existimos: somos chamados para amar as pessoas. Quando o egoísmo toma conta de nós perdemos de vista a necessidade que há no outro.

Todos :  Senhor ajudai-nos a Te enxergar no rosto de nossos irmãos.

REFRÃO DE PERDÃO:

Renova-me, Senhor Jesus. Já não quero ser igual

Renova-me, Senhor Jesus. Põe em mim teu coração

( Em pé)

INTRODUÇÃO AO EVANGELHO

Dirigente: Jesus trabalhou no anuncio do reino. José, homem justo e fiel, sustentou a família de Nazaré com seu trabalho de todos os dias. Belo é o trabalho humano, desde o mais simples até aquele que exige grande responsabilidade. Bendito seja Deus pelo trabalho digno e justo.

Os conterrâneos de Jesus colocam a questão sobre a origem da autoridade dele, admirados de seu ensinamento e poderes milagrosos. É impossível que Jesus, sendo um deles, tenha a autoridade de Deus. Por isso, eles o rejeitam. Essa rejeição não é acidental: é apenas mais uma prova de que Jesus é o enviado de Deus. De fato, todos os profetas do Antigo Testamento também foram rejeitado

Canto de Aclamação

Tua palavra é!

Luz do meu caminho!

Luz do meu caminho, meu Deus!

Tua Palavra é!

Tua palavra está, nas ondas do mar! Tua palavra está, no sol a brilhar!

Tua palavra está, no pensamento, no sentimento Tua palavra está!

Tua palavra está, no som do trovão! Tua palavra está, no tom da canção!

Tua palavra está, na conciência e na ciência Tua palavra está!

Tua palavra está, na beleza da flor! Tua palavra está, na grandeza do amor!

Tua palavra está, na liberdade, na amizade .Tua palavra está!

Evangelho : Mt 13, 53-58

Leitor: 53 Quando Jesus terminou de contar essas parábolas, saiu desse lugar, 54 e voltou para a sua terra. Ensinava as pessoas na sinagoga, de modo que ficavam admiradas. Diziam: «De onde vêm essa sabedoria e esses milagres? 55 Esse homem não é o filho do carpinteiro? Sua mãe não se chama Maria, e seus irmãos não são Tiago, José, Simão e Judas? 56 E suas irmãs, não moram conosco? Então, de onde vem tudo isso?» 57 E ficaram escandalizados por causa de Jesus. Mas Jesus disse: «Um profeta só não é estimado em sua própria pátria e em sua família.» 58 E Jesus não fez muitos milagres aí, por causa da falta de fé deles.

( Silêncio) ( Sentados)

PEDIDOS:

Lado 1:Senhor Jesus Cristo, Caminho, Verdade e Vida, rosto humano de Deus e rosto divino do homem, acendei em nossos corações o amor ao Pai que está no céu e a alegria de sermos cristãos.

Lado 2 :Vinde ao nosso encontro e guiai nossos passos para seguir-vos e amar-vos na comunhão de vossa Igreja, celebrando e vivendo o dom da Eucaristia, carregando nossa cruz, e ungidos por vosso envio.

Lado 1 : Dai-nos sempre o fogo de vosso Santo Espírito, que ilumine nossas mentes e desperte entre nós o desejo de contemplar-vos, o amor aos irmãos, sobretudo aos aflitos, e o ardor por anunciar-vos no início deste século.

Todos :Discípulos e missionários vossos, queremos remar mar adentro, para que nossos povos tenham em Vós vida abundante, e com solidariedade construam a fraternidade e a paz. Senhor Jesus, vinde e enviai-nos! Maria, Mãe da Igreja, rogai por nós. Amém.

CANTO

Senhor, quando te vejo no sacramento da comunhão/ Sinto o céu se abrir e uma luz a me atingir/ Esfriando minha cabeça e esquentando meu coração/

Senhor, graças e louvores sejam dadas a todo o momento/ Quero te louvar na dor, na alegria e no sofrimento/ E se em meio à tribulação, eu me esquecer de ti/ Ilumina minhas trevas com Tua luz

Jesus, fonte de misericórdia que jorra do templo/ Jesus, o Filho da Rainha

Jesus, rosto divino do homem

Jesus, rosto humano de Deus

AGRADECIMENTO:

Leitor 1 : Irmãos e irmãs, façamos nosso momento de ação de graças!

Jesus, obrigado por que instituído na Eucaristia, quis ser o sacrifício, o alimento, o companheiro da Igreja peregrina que somos nós, a caminho em direção à casa do Pai. Tu estás no meio de nós; obrigado Senhor por caminhar a nosso lado para nos unir uns aos outros e para fazer-nos viver na unidade em sua grande família.

Leitor 2: Ó Jesus, muito obrigado, por todos os benefícios que, em vosso infinito amor e infinita misericórdia nos concedestes. Nós vos amamos e agradecemos de todo o coração.

Queremos rezar, não só por nós, nossos familiares e amigos, mas também pelos mais necessitados.

Todos: Porque sabemos Senhor que a Igreja, que recebeu a missão de anunciar o teu Evangelho, precisa de pessoas disponíveis e que se entreguem a este serviço com amor.

( Em pé )

PAI NOSSO/ AVE MARIA/ GLORIA AO PAI

DESPEDIDA

Dirigente: Jesus, como foi bom estarmos contigo neste momento! Nós vamos alegres e tu vais conosco. Queremos amar-vos muito e amar cada vez mais os nossos irmãos. Que encontremos sempre em vossa Palavra, na Eucaristia e na comunidade o sustento para a caminhada e para a construção do Vosso Reino. Que nós jovens saibamos valorizar nossa religião e não tenhamos vergonha de proclamar:

TODOS: SOMOS JOVENS DE CRISTO. Que vosso amor circule em nossos corações, nas relações humanas e na sociedade, para que possamos transformar o mundo.

TÃO SUBLIME SACRAMENTO

Tão sublime sacramento

adoremos neste altar.

Pois o Antigo Testamento

deu ao novo o seu lugar.

Venha a fé, por suplemento

os sentidos completar.

Ao Eterno Pai cantemos e a Jesus, o Salvador:

ao Espírito exaltemos,

na Trindade eterno amor; Ao Deus Uno e trino demos

a alegria do louvor. Amém.

ORAÇÃO FINAL:

Todos :Ó Deus, criador do universo, que deste aos seres humanos a lei do trabalho, concedei-nos, pelo exemplo e proteção de Santa Rosa de Lima, a cumprir as nossas tarefas e alcançar os prêmios prometidos. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, Vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. Amém.

Solenidade de Corpus Christi – Adoração  da Família

Animador:  Irmãos e irmãs, sejam todo as bem-vindos e acolhidos por Deus, para este momento de oração e adoração ao Santíssimo Sacramento pelas nossas famílias. Rezemos para que “as famílias continuem sendo berço onde nasce a vida humana abundante e generosamente, onde se acolhe, se ama, se respeita a vida desde a sua concepção até o seu fim natural”

Leitor  :Rezemos ,  em meio às tribulações, em razão do coronavirus  , pedimos a proteção e saúde, por isso estamos, reunidos em oração nos nossos lares com a família , confiando na presença do Senhor no  Santíssimos Sacramento aqui , agora  querendo renovar nossa Proteção e Saúde. Rezemos também por aquele que pediram as nossas orações .  (Silêncio)

Cântico:

Senhor, quem entrará no santuário pra Te louvar? / Quem tem as mãos limpas e o coração puro /Quem não é vaidoso e sabe amar

Senhor, eu quero entrar no santuário pra Te louvar/ Ó dá-me mãos limpas, e um coração puro/Arranca a vaidade, ensina-me amar

Senhor, já posso entrar no santuário pra te louvar/ Teu sangue me lava, Teu fogo me queima/ O Espírito Santo inunda meu ser

Dirigente: Em nome do Pai…

Todos: Amém

Dirigente:  Graças e louvores se dêem a todo momento.

Todos: Ao Santíssimo e Diviníssimo Sacramento

Animador: Queridos irmãos e irmãs. Nesta Adoração, queremos refletir sobre os desafios que a Família está exposta, como: o desemprego, a doença, o luto, as drogas, a falta de tempo entre marido e mulher, dos pais para com os filhos e de todos para com Deus, e assim elevar até o Pai Celeste o nosso clamor pela família célula mater da sociedade, para que ela seja realmente dom e compromisso, casa e escola de comunhão. Fonte de onde nascem os valores cristãos que são pilares indispensáveis na edificação de toda pessoa humana, segundo o projeto do Criador. Pois é da Família que tudo brota, é nela que o homem aprende a dar seus primeiros passos de cristão para depois vivenciar numa comunidade.

Todos: Eu acredito na família

(De Joelhos)

 Motivação

 Animador:   Rezemos, diante do Santíssimo Sacramento, oremos por nossas famílias que tanto sofrem no mundo de hoje:

Leitor 1: Oremos, pelo homem e pela mulher criados por Deus à sua imagem e semelhança para que acolham com fidelidade e amor os desígnios de Deus a respeito do matrimônio e da família.

Leitor 2: Oremos, pelo pais primeiros catequistas dos filhos, onde o casal Pai e Mãe, homem e mulher, ensinam e testemunham a fé cristã, formando os filhos nesta mesma fé e os tornando solidários.

Leitor 3: Oremos, pela família geradora de uma sociedade nova, primeira escola de virtudes sociais e dos verdadeiros valores humanos e cristãos.

Leitor 4: Oremos, pelos nossos governantes e políticos para que estes trabalhem por políticas públicas que valorizem a família e que contribuam para construção de um futuro melhor para a juventude e o bem-estar da infância.

Cantemos: Gloria a Jesus, na hóstia santa/que se consagra sobre o altar/e aos nossos olhos se levanta/para o Brasil abençoar.

Que o santo Sacramento. Que é o próprio Cristo Jesus. Seja adorado e seja amado nesta terra de Santa Cruz (3x).

Dirigente:   Graças e louvores se dêem a todo momento.

Todos:         Ao Santíssimo e Diviníssimo Sacramento

MOMENTO DE ADORAÇÃO.

(Silêncio) (sentados)

Canto:

Senhor, eu sei que é teu este lugar, todos querem te adorar, toma tu a direção. Sim oh vem o Santo Espírito os espaços, preencher. Reverência a tua voz vamos fazer.

Podes reinar, Senhor Jesus, oh sim, o teu poder teu povo sentirá. Que bom Senhor, saber que estás presente aqui, reina, Senhor neste lugar.

Visita cada irmão, oh, meu senhor, dá-lhe paz interior e razões pra te louvar. Desfaz toda tristeza, incerteza, desamor, glorifica o Teu nome, oh meu Senhor.

Escutando a Palavra – (Gn 1, 26-31; 2, 1-4a). 

 (Em Pé)

26 Então Deus disse: «Façamos o homem à nossa imagem e semelhança. Que ele domine os peixes do mar, as aves do céu, os animais domésticos, todas as feras e todos os répteis que rastejam sobre a terra». 27 E Deus criou o homem à sua imagem; à imagem de Deus ele o criou; e os criou homem e mulher. 28 E Deus os abençoou e lhes disse: «Sejam fecundos, multipliquem-se, encham e submetam a terra; dominem os peixes do mar, as aves do céu e todos os seres vivos que rastejam sobre a terra». 29 E Deus disse: «Vejam! Eu entrego a vocês todas as ervas que produzem semente e estão sobre toda a terra, e todas as árvores em que frutos que dão semente: tudo isso será alimento para vocês. 30 E para todas as feras, para todas as aves do céu e para todos os seres que rastejam sobre a terra e nos quais respiração de vida, eu dou a relva como alimento». E assim se fez. 31 E Deus viu tudo o que havia feito, e tudo era muito bom. Houve uma tarde e uma manhã: foi o sexto dia.

Assim foram concluídos o céu e a terra com todo o seu exército. 2 No sétimo dia, Deus terminou todo o seu trabalho; e no sétimo dia, ele descansou de todo o seu trabalho. 3 Deus então abençoou e santificou o sétimo dia, porque foi nesse dia que Deus descansou de todo o seu trabalho como criador.4a Essa é a história da criação do céu e da terra.

Animador:      Reflitamos agora sobre o que a palavra de Deus nos revelou hoje e num ato de adoração contemplemos o Nosso DEUS neste Sacramento. Este Deus que nos fez homem e mulher à sua imagem, que nos pediu para sermos família rosto de Deus no mundo.

Leitor 1:Deus disse: façamos o homem”. A narração apresenta a criação do homem, varão e mulher, como fruto e obra de Deus. Deus cria o homem, trabalhando como o oleiro que plasma o barro (cf. Gn 2, 7).  E também quando deu vida ao seu povo Israel, libertando-o da escravidão, e conduzindo-o rumo à terra prometida. A obra de Deus assemelhar-se-á ao trabalho do pastor, que conduz o seu rebanho (cf. Sl 77, 21).

Todos: “Eu quero ser Senhor amado, Como um vaso nas mãos do oleiro. Quebre a minha vida e faça de novo. Eu quero ser, eu quero ser, um vaso novo.

Leitor 2: A obra criadora de Deus realiza-se na sua Palavra: Deus disse: “Façamos o homem à nossa imagem e semelhançaE Deus criou o homem à sua imagem…”  Ele contempla aquilo que tinha feito, até captar o seu esplendor, e alegra-se diante da beleza do bem que Ele criou. Quem ainda sabe admirar-se diante das maravilhas do mundo, revive de alguma maneira o júbilo de Deus.

 Leitor 3. A palavra que acompanha a criação de Deus não pode faltar também ao homem que trabalha: jamais deveria acontecer que o trabalho sufoque o homem, a ponto de o reduzir ao silêncio da opressão! Desprovido do direito de palavra, o trabalhador desce à condição de escravo, a quem é impedido de alegrar-se pelo seu trabalho, porque todo o fruto lhe é tomado pelo patrão.

 Todos: Para poder viver, o homem deve trabalhar, mas as condições de trabalho devem suprir suas necessidades, promovendo a sua dignidade de pessoa.

(Silêncio – sentados)

Animador:      O mercado de trabalho globalizado, obriga muitas pessoas, principalmente os jovens e mulheres, a situações de incertezas constantes, impedindo-os de trabalharem com estabilidade e segurança. Isso deixa de garantir às jovens gerações a formação de uma família, e às famílias, a geração e a educação dos seus filhos.

(Em pé)

Todos:  Senhor dai-nos um emprego ou meios de sustentar nossa família honestamente. Óh Senhor, não te pedimos riqueza, mas dignidade para nossa vida.

MOMENTO DE AGRADECIMENTO

Dirigente: “Família torna-te aquilo que és”.

Leitor 1: te agradecemos a Senhor, por esta hora em tua Santíssima presença. Por acolher nossas famílias, orientar com Vossa Palavra, e nos animar com a Eucaristia. Agradecemos por ajudar as nossas famílias a serem reflexo da Sagrada Familia de Nazaré, verdadeiras fontes de amor e vida.

Cantemos: Tu és Senhor o meu Pastor, por isso nada em minha vida faltará…

Leitor 2: te agradecemos a Senhor pelos nossos sacerdotes, que se dedicam à nobre causa da família. Confortai-os e ajudai-os sempre! Obrigado porque em cada um deles nossas famílias podem encontrar o conselho, conforto e o carinho de pai que nos orienta na nossa vida conjugal e familiar.

Cantemos: Tu és Senhor o meu Pastor, por isso nada em minha vida faltará…

 Leitor 3: Te agradecemos Senhor por todos os agentes de Pastorais, movimentos e associações e serviços de nossa Diocese que no espírito da Renovação Paroquial se empenham em viver a unidade como Pastoral de Conjunto, levando às nossas famílias a esperança e defendendo a vida em todas as suas etapas. 

Cantemos: Tu és Senhor o meu Pastor, por isso nada em minha vida faltará…

Animador: “Deus disse-lhes… enchei a terra e submetei-a”. A criação “muito boa” é chamada à colaborar com o projeto do Criador. O trabalho do homem reveste-se num verdadeiro lugar de santificação. Transformando a realidade, ele reconhece que o mundo vem de Deus, que o convida a completar a obra iniciada. Isto significa, por exemplo, que o desemprego priva as famílias dos meios de sustento necessários, impedindo que o homem tenha vida plena. O trabalho não deve submeter o homem, mas o homem, através do trabalho, é chamado a “submeter” a terra (cf. Gn 1, 28).

Todos: Para esta finalidade, hoje muito mais que no passado, não podemos esquecer que “a terra nos foi confiada por Deus como um jardim a apreciar e a cultivar” (cf. Gn 2, 7). Então ajuda-nos Senhor a sermos abertos à VIDA.

Leitor 1: O uso responsável dos recursos da terra, em ordem a um desenvolvimento sustentável, é uma “questão ecológica”, portanto, de primeiro plano. Estudar políticas industriais, agrícolas e urbanas, que coloquem o homem no centro, e a defesa “da criação”, é a condição básica para garantir às famílias, já hoje e de maneira especial no futuro, um mundo habitável e hospitaleiro.

Canto:  com carinho, desenhei este planeta; com cuidado, aqui plantei o meu jardim. Com alegria, eu sonhei um paraíso, para a vida dom de amor que não tem fim. (CF 2010)

Leitor 2: E Deus descansou no sétimo dia” (Gn 2,3b). Este descanso recorda ao homem a necessidade de suspender o trabalho, para que a sua vida religiosa, pessoal, familiar e comunitária, não seja sacrificada aos ídolos do acúmulo da riqueza, do progresso da carreira, e do incremento do poder.

Canto: Como é bom ter a minha família, como é bom! / Vale a pena vender tudo o mais para poder comprar. / Esse campo que esconde um tesouro, que é puro dom, / é meu ouro, meu céu, minha paz, minha vida, meu lar.

Leitor 3: Além das relações de trabalho, é preciso tempo para também cultivar as relações familiares, sociais, religiosas e de amizades. Entretanto, os ritmos de trabalho estabelecidos pela economia consumista, limitam até quase anular, especialmente no caso de certas profissões, os espaços de convivência, sobretudo em família.

Canto: Como é bom ter a minha família, como é bom! / Vale a pena vender tudo o mais para poder comprar. / Esse campo que esconde um tesouro, que é puro dom, / é meu ouro, meu céu, minha paz, minha vida, meu lar.

(Silêncio – de Joelhos)

MOMENTO DE PERDÃO

Animador: Senhor neste momento queremos como família, colocar diante de ti tudo aquilo que nos machuca e nos afasta de Ti.

Leitor1: Senhor pelas tantas vezes que não tenho disposto meu tempo para ouvir minha família.

Cantemos: Eu preciso ser amado. E amar, ser perdoado. O caminho é Jesus, o caminho é Jesus, o caminho é Jesus…

Leitor 2: Senhor pelas vezes que não fui bom filho ou filha, sendo áspero com meus pais, cobrando deles aquilo que muitas vezes sabia que não podiam me dar.

Cantemos: Eu preciso ser amado. E amar, ser perdoado. O caminho é Jesus, o caminho é Jesus, o caminho é Jesus…

Leitor 3: Senhor pelas vezes que não te demos atenção fazendo nossa oração em família, porque demos mais importância aos programas da TV, à internet, ou outras coisas que perto da tua grandeza não são nada.

Cantemos: Eu preciso ser amado. E amar, ser perdoado. O caminho é Jesus, o caminho é Jesus, o caminho é Jesus…

(Em pé)

Animador: “Façamos o homem à nossa imagem e semelhança”.  Criado à imagem e semelhança de Deus (cf. Gn 1, 26) o homem, como Deus, trabalha e descansa. O tempo tranquilo do descanso e jubiloso da festa é também o espaço para dar graças a Deus, Criador e Salvador.

Todos: O homem religioso imita o repouso de Deus e descansa semanalmente para agradecer e dar glória a Deus pela criação.

Leitor 1: Descansando em Deus, os homens encontram também a justa medida do seu trabalho. O trabalho está ao serviço dos vínculos mais profundos que Deus quis para a criatura humana. O pão que se ganha trabalhando não é só para si mesmo, mas doa sustento aos seus. Através do trabalho, os cônjuges nutrem a sua relação e a vida dos seus filhos.  

Todos: O trabalho é gesto de justiça com que as pessoas participam no bem da sociedade e contribuem para o bem comum. Retribui-se assim através dos dons pessoais, das vocações os serviços prestados ao próximo.

Leitor 2: Os ritmos de trabalho frenéticos, as viagens para ir ao trabalho e voltar para casa, reduzem drasticamente o espaço de convivência e partilha entre os cônjuges e a possibilidade de estar com os filhos.

Canto: Eu vim para que todos tenham vida, que todos tenham vida plenamente (2X)

Animador: Deus abençoou-os…” Da narração, sobressai uma estreita ligação entre o amor conjugal e a atividade de trabalho: com efeito, a bênção de Deus diz respeito à fecundidade do casal e à sujeição da terra. Esta dúplice bênção convida a reconhecer a bondade da vida familiar e da vida de trabalho.

Leitor 1: A bênção é dada aos cônjuges a fim de que sejam fecundos e se beneficiem da fecundidade da terra. Abençoada por Deus, a família é chamada a reconhecer os dons que recebe. Um modo concreto para recordar a obra benéfica de Deus, origem de todo o bem, é a oração de bênção que a família recita à hora das refeições. Reunir-se para louvar a Deus e para lhe dar graças pelo alimento é um gesto tanto simples, quanto profundo:  é a expressão da gratidão ao Pai Celeste.

Canto: Abençoa Senhor as famílias amém, abençoa Senhor a minha também…

Leitor 2: O sentido do descanso e do trabalho. É particularmente urgente no nosso tempo lembrar que o dia do Senhor é também o dia de repouso do trabalho. Desejamos vivamente que isto seja reconhecido também pela sociedade civil, de modo que se possa ficar livre das obrigações laborais sem ser penalizado por isso, principalmente no DIA DO SENHOR.

Todos: O domingo, dia do descanso, não se configura como um intervalo ao cansaço, a preencher com atividades frenéticas ou experiências extravagantes, mas sim como o dia do descanso que abre ao encontro, leva a redescobrir o outro e permite dedicar tempo às relações em família e com os amigos e à oração. O trabalho é para o homem e não o homem para o trabalho.

Leitor 2: Diz o Papa Bento XVI:  “o trabalho reveste uma importância primária para a realização do homem e o progresso da sociedade; por isso torna-se necessário que aquele seja sempre organizado e realizado no pleno respeito da dignidade humana e ao serviço do bem comum. Ao mesmo tempo, é indispensável que o homem não se deixe escravizar pelo trabalho, que não o idolatre pretendendo achar nele o sentido último e definitivo da vida”. (Homilia na solenidade de São José, 19 de março de 2006).

Todos: “É no dia consagrado a Deus que o homem compreende o sentido da sua existência e também do trabalho”. (Cf. Compêndio da Doutrina Social da Igreja, n. 258).

(Silêncio – sentados)

MOMENTO DE PEDIR (Em pé)

Animador: Vamos neste último momento de nossa adoração, pedir ao Senhor da Vida para que a Família viva a alegria de ser a primeira escola da fé e de valores humanos e cristãos, comprometida com a evangelização através do anúncio e testemunho da vivência cristã e do Sacramento do Matrimônio, Igreja Doméstica onde a vida é acolhida e celebrada com amor.

Leitor 1: Queremos pedir pelos nossos sacerdotes, promotores da família como sinal do Reino de DEUS aqui na Terra, de onde brota a vida humana plena e digna para todos, fonte de vocações para Igreja e para o mundo.

Cantemos: Ilumina, ilumina. Nossos pais, nossos filhos e filhas! Ilumina, ilumina. Cada passo das nossas famílias!

Leitor 2: Queremos pedir pelas nossas crianças, para que tenham um lar e sejam acolhidas no seio de uma família, onde pais e filhos possam viver com dedicação no amor, na convivência fraterna, na ajuda mútua, podendo com isso estender a mão à outras famílias menos favorecidas.

Cantemos: Ilumina, ilumina. Nossos pais, nossos filhos e filhas! Ilumina, ilumina. Cada passo das nossas famílias!

Leitor 3: Queremos te pedir Senhor pelos nossos jovens, para que busquem e encontrem sempre em sua família, o conselho, o carinho, a compreensão e o modelo necessários para seu amadurecimento físico e espiritual.

Cantemos: Ilumina, ilumina. Nossos pais, nossos filhos e filhas! Ilumina, ilumina. Cada passo das nossas famílias!

Leitor 4: Queremos te pedir Senhor pelos nossos idosos, para que eles tenham o carinho a compreensão e o conforto de um lar, que seus familiares não os descartem como objetos que já não servem mais, e que também não sejam explorados sendo vistos somente como fonte de renda.

Cantemos: Ilumina, ilumina. Nossos pais, nossos filhos e filhas! Ilumina, ilumina. Cada passo das nossas famílias!

MOMENTO FINAL

Leitor 1: Nós Te louvamos Senhor, porque como Igreja Doméstica, somos uma pequena comunidade de fé católica, ouvindo e acolhendo a tua Palavra através das escrituras e do Magistério da Igreja, por isso cantemos:

T.: Eu te louvarei Senhor de todo o meu coração, na presença dos anjos a Ti cantarei, louvores….

Leitor 2: Nós Te louvamos Senhor, por teres nos chamado à vida e pelo Seu Filho Nosso Senhor Jesus Cristo através do nosso Batismo ter nos tornado seus filhos também. Cantemos.

T.: Eu te louvarei Senhor de todo o meu coração, na presença dos anjos a Ti cantarei, louvores….

Leitor 3: Nós Te louvamos Senhor, pela família que nos deste, berço da fé católica, onde recebemos nossos primeiros ensinamentos da vida cristã.      Cantemos.

T.: Eu te louvarei Senhor de todo o meu coração, na presença dos anjos a Ti cantarei, louvores….

Leitor 4: Nós Te louvamos Senhor pelo Teu Filho, o grande Sacerdote, e também pelos sacerdotes e Diáconos chamados do meio do povo para “in Persona Cristo” ministrarem os sacramentos nos proporcionado o caminho para a santificação como pessoas e famílias. Cantemos.

T.: Eu te louvarei Senhor de todo o meu coração, na presença dos anjos a Ti cantarei, louvores….

Cântico Tão Sublime Sacramento:

Tão sublime Sacramento, adoremos neste altar, pois o Antigo Testamento deu ao Novo seu lugar. Venha a Fé, por suplemento os sentidos completar.

Ao eterno Pai cantemos e a Jesus, o Salvador. Ao Espírito exaltemos na Trindade, Eterno Amor. Ao Deus Uno, e Trino demos a alegria do louvor. Amém, Amém.

Canto para escolher.

Senhor quando te vejo no sacramento da comunhão. Sinto o céu se abrir e uma luz a me atingir. Esfriando minha cabeça e esquentando meu coração. Senhor, graças e louvores sejam dados a todo momento. Quero te louvar na dor, na alegria e no sofrimento. E se em meio a tribulação, eu me esquecer de Ti. Ilumina minhas trevas com Tua luz.

Jesus, fonte de misericórdia que jorra do templo. Jesus, o Filho da Rainha. Jesus, rosto divino do homem. Jesus, rosto humano de Deus.

Canto Final –  Oração pela Família do Padre Zezinho.

Que nenhuma família comece em qualquer de repente. Que nenhuma família termine por falta de amor. Que o casal seja um para o outro de corpo e de mente. E que nada no mundo separe um casal sonhador!

Que nenhuma família se abrigue debaixo da ponte. Que ninguém interfira no lar e na vida dos dois. Que ninguém os obrigue a viver sem nenhum horizonte. Que eles vivam do ontem, do hoje em função de um depois!

Que a família comece e termine sabendo onde vai. E que o homem carregue nos ombros a graça de um pai. Que a mulher seja um céu de ternura, aconchego e calor. E que os filhos conheçam a força que brota do amor!

Abençoa, Senhor, as famílias! Amém! Abençoa, Senhor, a minha também (bis)

Que marido e mulher tenham força de amar sem medida. Que ninguém vá dormir sem pedir ou sem dar seu perdão. Que as crianças aprendam no colo, o sentido da vida.

Que a família celebre a partilha do abraço e do pão! Que marido e mulher não se traiam, nem traiam seus filhos! Que o ciúme não mate a certeza do amor entre os dois!

Que no seu firmamento a estrela que tem maior brilho, seja a firme esperança de um céu aqui mesmo e depois! Que a família comece e termine sabendo onde vai

E que o homem carregue nos ombros a graça de um pai. Que a mulher seja um céu de ternura, aconchego e calor. E que os filhos conheçam a força que brota do amor!

Abençoa, Senhor, as famílias! Amém! Abençoa, Senhor, a minha também (bis)

Roteiro de Adoração ao Santíssimo – Pedindo  Saúde  e Proteção

Dirigente: Aproveitemos bem este tempo. Temos uma oportunidade única de parar, rever a nossa vida à luz da fé em Jesus que se entregou e  morreu por amor a cada um de nós. Esta atitude vai nos levar a recolocá-lo no centro da nossa vida. E mesmo em meio às tribulações, em razão do coronavirus  , pedimos a proteção e saúde ,  por isso estamos , reunidos em oração nos nossos lares com a família , confiando na presença do Senhor no  Santissimos Sacramento aqui , agora  querendo renovar nossa Proteção e Saúde.

Dirigente: Em nome do Pai…

Todos: Amém

Dirigente:  Graças e louvores se dêem a todo momento.

Todos: Ao Santíssimo e Diviníssimo Sacramento

( Em pé )

Cantemos:

Senhor, quando te vejo no sacramento da comunhão . Sinto o céu se abrir e uma luz a me atingir  . Esfriando minha cabeça esquentando meu coração.

Senhor graças e louvores sejam dados a todo momento. Quero te louvar na dor na alegria e no sofrimento E se em meio a tribulação, eu me esquecer de ti,Ilumina minhas trevas com tua luz.

Jesus, fonte de misericórdia que jorra do templo. Jesus, o filho da Rainha.

Jesus, rosto divino do homem. Jesus, rosto humano de Deus.

Chego muitas vezes em tua casa, meu senhor. Triste e abatido, precisando de amor,

Mas depois da comunhão tua casa é meu coração, Então sinto o céu dentro de mim.

Não comungo porque mereço, isso eu sei, oh meu senhor comungo pois preciso de ti.

Quando faltei na missa, eu fugia de mim de ti mas agora eu voltei, por favor aceita-me.

Leitor 1: Meditemos a Palavra do Senhor que nos convida à oração e a vigia:

Leitura do Evangelho de São Mateus : (Mt 26,36-39)

  1. Retirou-se Jesus com eles para um lugar chamado Getsêmani e disse-lhes: Assentai-vos aqui, enquanto eu vou ali orar. 37. E, tomando consigo Pedro e os dois filhos de Zebedeu, começou a entristecer-se e a angustiar-se. 38. Disse-lhes, então: Minha alma está triste até a morte. Ficai aqui e vigiai comigo.
  2. Adiantou-se um pouco e, prostrando-se com a face por terra, assim rezou: Meu Pai, se é possível, afasta de mim este cálice! Todavia não se faça o que eu quero, mas sim o que tu queres.

Leitor 2: Assim como os discípulos, muitas vezes também nós, não temos forças para vigiar, para permanecer fiéis a Jesus que nos diz: (Mt 26,40-45)

  1. Foi ter então com os discípulos e os encontrou dormindo. E disse a Pedro: Então não pudestes vigiar uma hora comigo… 41. Vigiai e orai para que não entreis em tentação. O espírito está pronto, mas a carne é fraca.
  2. Afastou-se pela segunda vez e orou, dizendo: Meu Pai, se não é possível que este cálice passe sem que eu o beba, faça-se a tua vontade! 43. Voltou ainda e os encontrou novamente dormindo, porque seus olhos estavam pesados. 44. Deixou-os e foi orar pela terceira vez, dizendo as mesmas palavras.  45. Voltou então para os seus discípulos e disse-lhes: Dormi agora e repousai! Chegou a hora: o Filho do Homem vai ser entregue nas mãos dos pecadores…

( Silêncio – Sentados)

Pedido de perdão.  ( De Joelhos)

Canto

Pelos pecados erros passados por divisões na sua Igreja ó Jesus.

Senhor piedade! Senhor piedade! Senhor piedade! piedade de nós (2x)  

Quem não te aceita quem te regeita pode não crer por ver cristãos que vivem mal.

Cristo piedade! Cristo piedade! Cristo piedade, piedade de nós  (2x)  

Hoje se a vida é tão ferida, deve-se a culpa e a indiferença dos cristãos!

Senhor piedade! Senhor piedade! Senhor piedade! piedade de nós (2x)

(Em pé)

Dirigente : Santíssimo Jesus, pela infinita caridade com que quisestes sofrer a fraqueza humana para o nosso bem e nossa felicidade, nós Vos pedimos o perdão de nossas culpas e um amor para Convosco que abrase nosso coração de tal sorte que só procuremos a Vossa honra e a Vossa Glória.

Leitor 2: Jesus, que morreu por nós numa cruz, perdôa-nos por perdemos a confiança em Ti e desanimamos, diante desta pandemia . Pelas vezes que rezamos pouco, meditamos pouco a Tua Palavra, porque nossa carne é fraca.

Todos :  Tende compaixão de nossas fraquezas, perdoai-nos, Jesus.

Leitor 2 : Jesus, pedimos perdão pela falta de tempo , para ti , minha família e o meu próximo e hoje nesta quarentena me fez perceber .

Todos :  Tende compaixão de nossas fraquezas, perdoai-nos, Jesus.

Leitor 3 : Jesus, nos perdoe por não vermos , sentirmos  e cuidarmos do meio em que vivemos, da  natureza, por não termos vivido intensamente a Campanha da Fraternidade, por nosso consumismo, materialismo, pela nossa ganância.

Todos :  Tende compaixão de nossas fraquezas, perdoai-nos, Jesus.

Dirigente : Em silêncio, façamos individualmente nosso pedido de perdão a Jesus. (momento de silêncio)

Dirigente : Peçamos todos…

Todos :  Tende compaixão de nossas fraquezas, perdoai-nos, Jesus.

Cantemos :  ( Sentados)

Eu vim para que todos tenham vida, que todos tenham vida plenamente.

  1. Reconstrói a tua vida em comunhão com teu Senhor,Reconstrói a tua vida em comunhão com teu irmão. Onde está o teu irmão, eu estou presente nele.
  2. Eu passei fazendo o bem, eu curei todos os males. Hoje és minha presença junto a todo sofredor. Onde sofre o teu irmão, eu estou sofrendo nele.
  3. Entreguei a minha vida pela salvação de todos. Reconstrói, protege a vida de indefesos e inocentes. Onde morre o teu irmão, eu estou morrendo nele.
  4. Vim buscar e vim salvar o que estava já perdido. Busca, salva e reconduze a quem perdeu toda a esperança. Onde salvas teu irmão, tu me estás salvando nele.

( Em pé)

Dirigente: Assim como os discípulos, muitas vezes também nós, temos uma fé fraca, para permanecer fiéis a Jesus que nos diz: (Mc 4,32-40)

Leitor 1:Nesse dia, quando chegou a tarde, Jesus disse a seus discípulos: «Vamos para o outro lado do mar36 Então os discípulos deixaram a multidão e o levaram na barca, onde Jesus se encontrava. E outras barcas estavam com ele.

37 Começou a soprar um vento muito forte, e as ondas se lançavam dentro da barca, de modo que a barca estava se enchendo de água. 38 Jesus estava na parte de trás da barca, dormindo com a cabeça num travesseiro. Os discípulos o acordaram e disseram: «Mestre, não te importa que nós morramos39 Então Jesus se levantou e ameaçou o vento e disse ao mar: «Cale-se! Acalme-se!» O vento parou e tudo ficou calmo. 40 Depois Jesus perguntou aos discípulos: «Por que vocês são tão medrosos? Vocês ainda não têm ?»   ( Silêncio – Sentados)

Dirigente : Apesar de nossas faltas Jesus nos ama incondicionalmente.

Leitor 1: 1. Não se perturbe o vosso coração. Credes em Deus, crede também em mim. (Jo 14,1)

L2. Papa Francisco disse no dia 27/03, na benção Urbi et Orbis – “Da cidade (Roma) para o mundo “Ao entardecer…» (Mc 4, 35): Densas trevas cobriram as nossas praças, ruas e cidades; apoderaram-se das nossas vidas, enchendo tudo dum silêncio ensurdecedor e um vazio desolador.

Todos-. Não se perturbe o vosso coração. Credes em Deus, crede também em mim.   L1- O Papa : À semelhança dos discípulos do Evangelho, fomos surpreendidos por uma tempestade inesperada.

Todos- Não se perturbe o vosso coração. Credes em Deus, crede também em mim.   L2-Demo-nos conta de estar no mesmo barco, todos frágeis e desorientados mas ao mesmo tempo importantes e necessários

Todos : Não se perturbe o vosso coração. Credes em Deus, crede também em mim.

Dirigente: (Jo 14, 6.) “Eu sou o caminho, a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai senão por mim.:

L3: Papa : todos chamados a remar juntos, todos carecidos de mútuo encorajamento. E, neste barco, estamos todos, todos. Tal como os discípulos que, falando a uma só voz, dizem angustiados «vamos perecer» (cf.Mc 4, 38)

Todos: A tempestade desmascara a nossa fragilidade e deixa a descoberto as falsas e supérfluas seguranças com que construímos os nossos programas, os nossos projetos, os nossos hábitos e prioridades

L1- Mostra-nos como deixamos adormecido e abandonado aquilo que nutre, sustenta e dá força à nossa vida e à nossa comunidade.

Todos : Ó Pai, Deus de bondade, da paz e Autor da vida, enchei nossos corações de vosso divino amor!.

L2:. “Em verdade, em verdade vos digo: aquele que crê em mim fará também as obras que eu faço, e fará ainda maiores do que estas, porque vou para junto do Pai.”

Todos :  Jesus, nós cremos em Ti e queremos caminhar ao encontro do Pai.

Cantemos       ( Em pé ) 

Me chamaste para caminhar na vida contigo, decidi para sempre seguir-te, não voltar atrás.

Me puseste uma brasa no peito e uma flecha na alma, é difícil agora viver sem lembrar-me de Ti.

Te amarei, Senhor (bis),  eu só encontro

a paz e a alegria bem perto de Ti (2x)

Eu pensei muitas vezes parar e não dar nem resposta. Eu pensei na fuga esconder-me, ir longe de Ti, mas Tua força venceu e ao final eu fiquei seduzido. É difícil agora viver sem saudades de Ti.

Ó Jesus, não me deixes jamais caminhar solitário,pois conheces a minha fraqueza e o meu coração.

Vem ensina-me a viver a vida na Tua presença,no amor dos irmãos, na alegria, na paz, na união.

Dirigente- Jesus nos diz: «Por que sois tão medrosos? Ainda não tendes fé?»

L3- Papa continua: O Senhor, lanças-nos um apelo, um apelo à fé. «Convertei-vos…». «Convertei-Vos a Mim de todo o vosso coração» (Jl 2, 12).

L1- A vida do Espírito, capaz de resgatar, valorizar e mostrar como as nossas vidas são tecidas e sustentadas por pessoas comuns (habitualmente esquecidas).

L2- a escrever os acontecimentos decisivos da nossa história: médicos, enfermeiros e enfermeiras, trabalhadores dos supermercados, pessoal da limpeza,  transportadores, forças policiais, voluntários, sacerdotes, religiosas e muitos – mas muitos – outros que compreenderam que ninguém se salva sozinho.

Todos: Perante o sofrimento, onde se mede o verdadeiro desenvolvimento dos nossos povos, descobrimos e experimentamos a oração sacerdotal de Jesus: «Que todos sejam um só» (Jo 17, 21).

( Sentados – Silêncio )

Cantemos

Se calarem a voz dos profetas

As pedras falarão
Se fecharem os poucos caminhos

Mil trilhas nascerão

Muito tempo não dura a verdade

Nessas margens estreitas demais

Deus criou o infinito pra vida ser sempre mais

É Jesus este pão de igualdade

Viemos pra comungar

Com a luta sofrida de um povo que quer ter voz, ter vez, lugar

Comungar é tornar-se um perigo

Viemos pra incomodar

Com a fé e a união nossos passos um dia vão chegar.

O espírito é vento incessante

Que nada há de prender

Ele sopra até no absurdo

Que a gente não quer ver

Muito tempo não dura a verdade

Nessas margens estreitas demais

Deus criou o infinito pra vida ser sempre mais

É Jesus este pão de igualdade

Viemos pra comungar

Com a luta sofrida de um povo que quer ter voz, ter vez, lugar

Comungar é tornar-se…

(    Em pé   )

Dirigente: Jo 14:15. Se me amais, guardareis os meus mandamentos.

Todos : Jesus, nos dê forças para guardarmos os Teus mandamentos.

Leitor 1 : Perante o sofrimento, onde se mede o verdadeiro desenvolvimento dos nossos povos, descobrimos e experimentamos a oração sacerdotal de Jesus: «Que todos sejam um só» (Jo 17, 21)

Todos : Espírito Santo, permanece conosco e ensina-nos à amar.

Leitor 2 : Quantas pessoas dia a dia exercitam a paciência e infundem esperança, tendo a peito não semear pânico, mas corresponsabilidade!

Todos : Espírito Santo, nos ajude a permanecer em Jesus, para darmos muitos frutos.

Leitor 3: Quantos pais, mães, avôs e avós, professores mostram às nossas crianças, com pequenos gestos do dia a dia, como enfrentar e atravessar uma crise, readaptando hábitos, levantando o olhar e estimulando a oração! Quantas pessoas rezam, se imolam e intercedem pelo bem de todos! A oração e o serviço silencioso: são as nossas armas vencedoras.

Todos : Ó Jesus, Deus de bondade, da paz e Autor da vida, enchei nossos corações de vosso divino amor!

(Sentados – Silêncio)

Cantemos

Tu és minha vida, outro Deus não há

Tu és minha estrada, a minha verdade

Em Tua palavra eu caminharei

Enquanto eu viver e até quando Tu quiseres

Já não sentirei temor, pois estás aqui

Tu estás no meio de nós

Creio em Ti, Senhor, vindo de Maria

Filho eterno e santo, homem como nós

Tu morreste por amor, vivo estás em nós

Unidade Trina com o Espírito e o Pai

E um dia, eu bem sei, Tu retornarás

E abrirás o Reino do Céu

Tu és minha força, outro Deus não há

Tu és minha paz, minha liberdade

Nada nesta vida nos separará

Em Tuas mãos seguras, minha vida guardarás

Eu não temerei o mal, Tu me livrarás

E no Teu perdão viverei

Ó, Senhor da vida, creio sempre em Ti

Filho Salvador, eu espero em Ti

Santo Espírito de amor, desce sobre nós

Tu de mil caminhos nos conduzes a uma fé

E por mil estradas onde andarmos nós

Qual semente nos levaráImprimirCorrigir

( Em pé )

Leitor 1 : O Papa nos diz: O Senhor desperta, para acordar e reanimar a nossa fé pascal. Temos uma âncora: na sua cruz, fomos salvos. Temos um leme: na sua cruz, fomos resgatados. Temos uma esperança: na sua cruz, fomos curados e abraçados, para que nada e ninguém nos separe do seu amor redentor.

Todos : Senhor, livra-nos das tentações

Leitor 2: No meio deste isolamento que nos faz padecer a limitação de afetos e encontros e experimentar a falta de tantas coisas, ouçamos mais uma vez o anúncio que nos salva: Ele ressuscitou e vive ao nosso lado.

Todos : Senhor, livra-nos das tentações

Leitor 1:Da sua cruz, o Senhor desafia-nos a encontrar a vida que nos espera, a olhar para aqueles que nos reclamam, a reforçar, reconhecer e incentivar a graça que mora em nós. Não apaguemos a mecha que ainda fumega (cf. Is 42, 3), que nunca adoece, e deixemos que reacenda a esperança.

Todos : Senhor, livra-nos das tentações

( Sentados – Silêncio )

De Joelhos

Dirigente:  Graças e louvores se dêem a todo momento.

Todos: Ao Santíssimo e Diviníssimo Sacramento

Tão sublime Sacramento, adoremos neste altar

Pois o Antigo Testamento deu ao Novo seu lugar

Venha a Fé, por suplemento, os sentidos completar

Ao eterno Pai cantemos e a Jesus, o Salvador

Ao Espírito exaltemos, na Trindade Eterno Amor

Ao Deus Uno e Trino demos a alegria do louvor

Amém! Amém!

Pai Nosso… , Ave Maria…, Glória ao Pai

ORAÇÃO FINAL: ( Papa Francisco em Roma)

Queridos irmãos e irmãs, deste lugar que atesta a fé rochosa de Pedro, gostaria nesta tarde de vos confiar a todos ao Senhor, pela intercessão de Nossa Senhora, saúde do seu povo, estrela do mar em tempestade. Desta colunata que abraça Roma e o mundo desça sobre vós, como um abraço consolador, a bênção de Deus. Senhor, abençoa o mundo, dá saúde aos corpos e conforto aos corações! Pedes-nos para não ter medo; a nossa fé, porém, é fraca e sentimo-nos temerosos. Mas Tu, Senhor, não nos deixes à mercê da tempestade. Continua a repetir-nos: «Não tenhais medo!» (Mt 14, 27). E nós, juntamente com Pedro, «confiamos-Te todas as nossas preocupações, porque Tu tens cuidado de nós» (cf. 1 Ped 5, 7).

Todos :Ó Deus, criador do universo, que deste aos seres humanos a lei do trabalho, concedei-nos, pelo exemplo e proteção de Santa Rosa de Lima, a cumprir as nossas tarefas e alcançar os prêmios prometidos. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, Vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. Amém.

Roteiro de Adoração ao Santíssimo – Caridade Social

Dirigente: Aproveitemos bem este tempo. Temos uma oportunidade única de parar, rever a nossa vida à luz da fé em Jesus que se entregou e  morreu por amor a cada um de nós. Esta atitude vai nos levar a recolocá-lo no centro da nossa vida. E mesmo em meio às tribulações, às dores e sofrimentos do tempo presente, encontraremos a verdadeira paz que jorra do lado aberto de Jesus na cruz. A violência, a corrupção, as desigualdades sociais, são tantos sinais de miséria , que nossa esperança quase se acaba .

Mesmo em meio às tribulações, diante do coronavirus  , pedimos a proteção e saúde ,por isso estamos , reunidos em oração nos nossos lares com a família , confiando na presença do Senhor no  Santissimos Sacramento aqui , agora  querendo renovar nossa Proteção e Saúde.

Dirigente: Em nome do Pai…

Todos: Amém

Dirigente:  Graças e louvores se dêem a todo momento.

Todos: Ao Santíssimo e Diviníssimo Sacramento

( De Joelhos )

Cantemos:

Senhor, quando te vejo no sacramento da comunhão . Sinto o céu se abrir e uma luz a me atingir  . Esfriando minha cabeça esquentando meu coração.

Senhor graças e louvores sejam dados a todo momento. Quero te louvar na dor na alegria e no sofrimento E se em meio a tribulação, eu me esquecer de ti,Ilumina minhas trevas com tua luz.

Jesus, fonte de misericordia que jorra do templo. Jesus, o filho da Rainha.

Jesus, rosto divino do homem. Jesus, rosto humano de Deus.

Chego muitas vezes em tua casa, meu senhor. Triste e abatido, precisando de amor,

Mas depois da comunhão tua casa é meu coração, Então sinto o céu dentro de mim.

Não comungo porque mereço, isso eu sei, oh meu senhor comungo pois preciso de ti.

Quando faltei na missa, eu fugia de mim de ti mas agora eu voltei, por favor aceita-me.

( Em pé)

Leitor 1: Meditemos a Palavra do Senhor que nos convida à oração e a vigia:

Leitura do Evangelho de São Mateus : (Mt 26,36-39)

  1. Retirou-se Jesus com eles para um lugar chamado Getsêmani e disse-lhes: Assentai-vos aqui, enquanto eu vou ali orar. 37. E, tomando consigo Pedro e os dois filhos de Zebedeu, começou a entristecer-se e a angustiar-se. 38. Disse-lhes, então: Minha alma está triste até a morte. Ficai aqui e vigiai comigo.
  2. Adiantou-se um pouco e, prostrando-se com a face por terra, assim rezou: Meu Pai, se é possível, afasta de mim este cálice! Todavia não se faça o que eu quero, mas sim o que tu queres.

Leitor 2: Assim como os discípulos, muitas vezes também nós, não temos forças para vigiar, para permanecer fiéis a Jesus que nos diz: (Mt 26,40-45)

  1. Foi ter então com os discípulos e os encontrou dormindo. E disse a Pedro: Então não pudestes vigiar uma hora comigo… 41. Vigiai e orai para que não entreis em tentação. O espírito está pronto, mas a carne é fraca.
  2. Afastou-se pela segunda vez e orou, dizendo: Meu Pai, se não é possível que este cálice passe sem que eu o beba, faça-se a tua vontade! 43. Voltou ainda e os encontrou novamente dormindo, porque seus olhos estavam pesados. 44. Deixou-os e foi orar pela terceira vez, dizendo as mesmas palavras.  45. Voltou então para os seus discípulos e disse-lhes: Dormi agora e repousai! Chegou a hora: o Filho do Homem vai ser entregue nas mãos dos pecadores…

( Silêncio – Sentados)

Pedido de perdão.

Canto   ( De Joelhos)

Pelos pecados erros passados por divisões na sua Igreja ó Jesus.

Senhor piedade! Senhor piedade! Senhor piedade! piedade de nós (2x)  

Quem não te aceita quem te regeita pode não crer por ver cristãos que vivem mal.

Cristo piedade! Cristo piedade! Cristo piedade, piedade de nós  (2x)  

Hoje se a vida é tão ferida, deve-se a culpa e a indiferença dos cristãos!

Senhor piedade! Senhor piedade! Senhor piedade! piedade de nós (2x)

Dirigente : Santíssimo Jesus, pela infinita caridade com que quisestes sofrer a fraqueza humana para o nosso bem e nossa felicidade, nós Vos pedimos o perdão de nossas culpas e um amor para Convosco que abrase nosso coração de tal sorte que só procuremos a Vossa honra e a Vossa Glória.

Leitor 3: Jesus, que morreu por nós numa cruz, perdôa-nos por dedicarmos tão pouco de nossas vidas a Ti. Pelas vezes que rezamos pouco, meditamos pouco a Tua Palavra, porque nossa carne é fraca.

Todos :  Tende compaixão de nossas fraquezas, perdoai-nos, Jesus.

Leitor 4 : Jesus, pedimos perdão pelo nosso egoísmo, por não amarmos nosso irmão como deveríamos, por não o aceitarmos como ele é, por nosso amor não ser incondicional.

Todos :  Tende compaixão de nossas fraquezas, perdoai-nos, Jesus.

Leitor 5 : Jesus, nos perdoe por não cuidarmos do meio em que vivemos, da nossa natureza, por não termos vivido intensamente a Campanha da Fraternidade, por nosso consumismo, materialismo, pela nossa ganância.

Todos :  Tende compaixão de nossas fraquezas, perdoai-nos, Jesus.

Dirigente : Em silêncio, façamos individualmente nosso pedido de perdão a Jesus. (momento de silêncio)

Dirigente : Peçamos todos…

Todos :  Tende compaixão de nossas fraquezas, perdoai-nos, Jesus.

CANTO :  ( Em pé)

Eu vim para que todos tenham vida, que todos tenham vida plenamente.

  1. Reconstrói a tua vida em comunhão com teu Senhor,Reconstrói a tua vida em comunhão com teu irmão. Onde está o teu irmão, eu estou presente nele.
  2. Eu passei fazendo o bem, eu curei todos os males. Hoje és minha presença junto a todo sofredor. Onde sofre o teu irmão, eu estou sofrendo nele.
  3. Entreguei a minha vida pela salvação de todos. Reconstrói, protege a vida de indefesos e inocentes. Onde morre o teu irmão, eu estou morrendo nele.
  4. Vim buscar e vim salvar o que estava já perdido. Busca, salva e reconduze a quem perdeu toda a esperança. Onde salvas teu irmão, tu me estás salvando nele.

Dirigente : Apesar de nossas faltas Jesus nos ama incondicionalmente, ouçamos o que Ele nos diz: (Jo 14; 15; 16)

Leitor 1: (Jo 14,1-4)

  1. Não se perturbe o vosso coração. Credes em Deus, crede também em mim. 2. Na casa de meu Pai há muitas moradas. Não fora assim, e eu vos teria dito; pois vou preparar-vos um lugar. 3. Depois de ir e vos preparar um lugar, voltarei e tomar-vos-ei comigo, para que, onde eu estou, também vós estejais.
  2. E vós conheceis o caminho para ir aonde vou.

(Jo 14)

Todos :  2. “Senhor, não sabemos para onde vais. Como podemos conhecer o caminho?”

Leitor 2: 6. “Eu sou o caminho, a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai senão por mim. 7. Se me conhecêsseis, também certamente conheceríeis meu Pai; desde agora já o conheceis, pois o tendes visto.”

Todos : 8. “Senhor, mostra-nos o Pai e isso nos basta.”

Leitor3: 9. “Há tanto tempo que estou convosco e não me conheceste? As palavras que vos digo não as digo de mim mesmo; mas o Pai, que permanece em mim, é que realiza as suas próprias obras. Aquele que me viu, viu também o Pai…

Todos : Ó Jesus, Deus de bondade, da paz e Autor da vida, enchei nossos corações de vosso divino amor!.

Leitor 4: 12. “Em verdade, em verdade vos digo: aquele que crê em mim fará também as obras que eu faço, e fará ainda maiores do que estas, porque vou para junto do Pai.”

Todos :  Jesus, nós cremos em Ti e queremos caminhar ao encontro do Pai.

Leitor 5:15. Se me amais, guardareis os meus mandamentos.

Todos : Jesus, nos dê forças para guardarmos os Teus mandamentos.

Leitor 1 : 26. “o Espírito Santo, que o Pai enviará em meu nome, ensinar-vos-à todas as coisas e vos recordará tudo o que vos tenho dito.”

Todos : Espírito Santo, permanece conosco e ensina-nos à amar.

Leitor 2 :  (Jo 15)1. Eu sou a videira verdadeira, e meu Pai é o agricultor. Todo ramo que não der fruto em mim, ele o cortará; 2. e podará todo o que der fruto, para que produza mais fruto. 3. Vós já estais puros pela palavra que vos tenho anunciado. 4. Permanecei em mim e eu permanecerei em vós. O ramo não pode dar fruto por si mesmo, se não permanecer na videira. Assim também vós: não podeis tampouco dar fruto, se não permanecerdes em mim. 5. Eu sou a videira; vós, os ramos. Quem permanecer em mim e eu nele, esse dá muito fruto; porque sem mim nada podeis fazer.

Todos : Espírito Santo, nos ajude a permanecer em Jesus, para darmos muitos frutos.

Leitor 3: 9. Como o Pai me ama, assim também eu vos amo. Perseverai no meu amor. 12.  Este é o meu mandamento: amai-vos uns aos outros, como eu vos amo. 13. Ninguém tem maior amor do que aquele que dá a sua vida por seus amigos. 17. O que vos mando é que vos ameis uns aos outros.

Todos : Ó Jesus, Deus de bondade, da paz e Autor da vida, enchei nossos corações de vosso divino amor!

( Sentados – Silêncio )

Canto ( Em pé)

Me chamaste para caminhar na vida contigo, decidi para sempre seguir-te, não voltar atrás.

Me puseste uma brasa no peito e uma flecha na alma, é difícil agora viver sem lembrar-me de Ti.

Te amarei, Senhor (bis),  eu só encontro

a paz e a alegria bem perto de Ti (2x)

Eu pensei muitas vezes parar e não dar nem resposta. Eu pensei na fuga esconder-me, ir longe de Ti, mas Tua força venceu e ao final eu fiquei seduzido. É difícil agora viver sem saudades de Ti.

Ó Jesus, não me deixes jamais caminhar solitário,pois conheces a minha fraqueza e o meu coração.

Vem ensina-me a viver a vida na Tua presença,no amor dos irmãos, na alegria, na paz, na união.

Leitor 16 : (Jo 15,18-27; 16,1)

  1. Se o mundo vos odeia, sabei que ele me odiou primeiro. 20. Lembrai-vos da palavra que vos disse: O servo não é maior do que o seu senhor. Se me perseguiram, também vos hão de perseguir. Se guardaram a minha palavra, hão de guardar também a vossa. 26. Quando vier o Espírito da Verdade, que procede do Pai, ele dará testemunho de mim. 27. Também vós dareis testemunho, porque estais comigo desde o princípio. 1. Eu vos disse tudo isso para que não sucumbais à provação.

Todos : Senhor, livra-nos das tentações .

Leitor 17 : (Jo 16,5-13)

  1. Agora vou para aquele que me enviou, e ninguém de vós me pergunta: Para onde vais? 6. Mas porque vos falei assim, a tristeza encheu o vosso coração. 7. Entretanto, digo-vos a verdade: convém a vós que eu vá! Porque, se eu não for, o Paráclito não virá a vós; mas se eu for, vo-lo enviarei. 13. Quando vier o Paráclito, o Espírito da Verdade, ensinar-vos-á toda a verdade, porque não falará por si mesmo, mas dirá o que ouvir, e anunciar-vos-á as coisas que virão.

Todos (cantando) : Envia Teu Espírito Senhor, e renova a face da terra.

Leitor 18 : (Jo 16,16-33)

  1. Ainda um pouco de tempo, e já me não vereis; e depois mais um pouco de tempo, e me tornareis a ver, porque vou para junto do Pai. 20. Em verdade, em verdade vos digo: haveis de lamentar e chorar, mas o mundo há de se alegrar. E haveis de estar tristes, mas a vossa tristeza se há de transformar em alegria.

23 … Em verdade, em verdade vos digo: o que pedirdes ao Pai em meu nome, ele vo-lo dará. 25.  Disse-vos essas coisas em termos figurados e obscuros. Vem a hora em que já não vos falarei por meio de comparações e parábolas, mas vos falarei abertamente a respeito do Pai. 26. Naquele dia pedireis em meu nome, e já não digo que rogarei ao Pai por vós. 27. Pois o mesmo Pai vos ama, porque vós me amastes e crestes que saí de Deus. 28. Saí do Pai e vim ao mundo. Agora deixo o mundo e volto para junto do Pai.

  1. Eu vos disse essas coisas para que tenhais a paz em mim. No mundo haveis de ter aflições. Coragem! Eu venci o mundo.

( Silêncio – Sentados)

ORAÇÕES COMUNITÁRIAS : ( De Joelhos)

Homens : Santíssimo Jesus e Bom Pastor de nossas almas, pela infinita caridade com que Vós quisestes deixar sacramentado para nosso socorro, amparo e consolação, nós vos pedimos que não consintais que nossos corações tenham amor e interesse mais do que a Vossa Honra e a Vossa Glória. Amém.

Todos : Bom Jesus, nós vos louvamos no sacramento do Amor; sede sempre para nós um compassivo Senhor!

Mulheres : Santíssimo Jesus, Mestre de paciência e bondade, pela mansidão e pelo sofrimento consentistes que Vosso indigno discípulo Vos recebesse. Pedimos que não permitais que nós pecadores sem a Sua graça Vos recebamos, mas antes enchei-nos de uma grande pureza e perfeita caridade, para termos o prazer de muitas vezes comungar e louvar-Vos. Amém.

Todos : Bom Jesus, sejais Bendito, pois sois Nossa Redenção; sois toda nossa ventura. nosso amparo e nossa consolação.

Mulheres: Ó bondade infinita do meu Jesus, que quisestes nascer sobre a terra, experimentando logo as tiranias do cego mundo para assim ensinardes aos vossos escolhidos e lhes conseguirdes a felicidade eterna, nós vos pedimos que purifiqueis os nossos corações do vil interesse por honras e riquezas e os enchei dos puros sentimentos de que é dotado o Vosso, para que assim, desprezando tudo que é terreno, só a vós louvemos e amemos. Amém.

Todos : Ó Jesus Divino, nossa vida, nosso amor, enchei o nosso espírito de um verdadeiro fervor.

CANTO :

Senhor, eu sei que é Teu este lugar/ Todos querem te adorar, toma Tu a direção/ Sim oh vem, oh Santo Espírito os espaços preencher/ Reverência à Tua voz vamos fazer.

Podes reinar, Senhor Jesus, oh sim/ O Teu poder Teu povo sentirá/ Que bom, Senhor

Saber que estás presente aqui/ Reina, Senhor, neste lugar

Visita cada irmão, oh meu Senhor/ Dá-lhe paz interior/ E razões pra Te louvar/ Desfaz toda tristeza, incerteza, desamor/ Glorifica o Teu nome, oh meu Senhor

Dirigente:  Graças e louvores se dêem a todo momento… Ao Santíssimo e …

Adoração do Santíssimo Sacramento para a Catequese

CANTO INICIAL

Senhor, eu sei que é Teu este lugar

Todos querem te adorar, toma Tu a direção

Sim oh vem, oh Santo Espírito os espaços preencher

Reverência à Tua voz vamos fazer.

Podes reinar, Senhor Jesus, oh sim

O Teu poder Teu povo sentirá

Que bom, Senhor

Saber que estás presente aqui

Reina, Senhor, neste lugar

Visita cada irmão, oh meu Senhor

Dá-lhe paz interior

E razões pra Te louvar

Desfaz toda tristeza, incerteza, desamor

Glorifica o Teu nome, oh meu Senhor

Catequista: Hoje nos reunimos , em razão do coronavirus  , pedimos a proteção e saúde ,  por isso estamos , reunidos em oração nos nossos lares com a família , confiando na presença do Senhor no  Santíssimos Sacramento aqui , agora  querendo renovar nossa Proteção e Saúde.

Um dia Jesus disse aos Discípulos:

TODOS: “Deixai vir a mim as criancinhas e não as impeçais, porque o reino de DEUS é daqueles que se parecem com elas. Em verdade vos declaro: Quem não receber o Reino de Deus como uma criancinha, nele não entrará .”

Catequista: Por isso esse momento com as crianças e adolescentes, deixa o coração de Jesus muito feliz, pois estamos realizando seu desejo, o de ter cada um de nós em sua presença.

Todos: Em nome do Pai…      

Todos: Amém

Catequista:  Graças e louvores se dêem a todo momento.

Todos: Ao Santíssimo e Diviníssimo Sacramento

( De Joelhos – Silêncio )

( Em pé )

Catequista: Queridas crianças e adolescentes, aqui no altar está o Deus que tanto nos ama… que tanto nos quer bem. Aqui está, diante de nossos olhos e da nossa fé, Jesus Cristo presente na Hóstia Consagrada, Jesus vivo, Jesus em pessoa, tão real e tão vivo como está no céu.

TODOS: Ó Jesus, nós cremos que Vós estais presente na Hóstia consagrada. E nós Vos adoramos.

Catequista: Com alegria manifestemos jutos a nossa Fé .

TODOS: Ó Jesus, presente na EUCARISTIA, viemos aqui, para vos adorar, para vos agradecer e para vos pedir perdão.

Catequista: Jesus, instituindo a Eucaristia, quis ser o sacrifício, o alimento, o companheiro da Igreja peregrina que somos nós, a caminho em direção à casa do Pai. Ele está no meio de nós, caminha a nosso lado para nos unir uns aos outros e para fazer-nos viver na unidade em sua grande família.

MENINOS: Queremos rezar, não só por nós, nossos familiares e amigos, mas também pelo Brasil, pelo povo sofrido.

TODOS: Senhor Jesus Cristo, que nos dissestes; “Amai-vos uns aos outros”, ensinai-nos a amar de verdade e com obras; ensinai-nos a não ser egoístas, a não pensar só em nós. Ensinai-nos a pensar nos outros e a amar sobretudo os que não são amados.

MENINAS: Senhor, fazei-nos compreender que, existem milhões de seres humanos, vossos filhos e nossos irmãos, que sofrem injustamente, e talvez já sem esperança.

MENINOS: Alguns vivem a meu lado, na minha rua. Que neste encontro convosco no Sacrário, nós possamos compreender melhor o vosso mandamento “Amai-vos uns aos outros”.

Todos os Catequistas: São João nos diz: 33 Filhinhos: vou ficar com vocês só mais um pouco. Vocês vão me procurar, e eu digo agora a vocês o que eu já disse aos judeus: para onde eu vou, vocês não podem ir. 34 Eu dou a vocês um mandamento novo: amem-se uns aos outros. Assim como eu amei vocês, vocês devem se amar uns aos outros. 35 Se vocês tiverem amor uns para com os outros, todos reconhecerão que vocês são meus discípulos.»

Catequista: Senhor, queremos fazer um ato de reconciliação e pedir perdão.

TODOS: Meu Senhor e meu Deus, eu creio, adoro, espero e amo-vos e peço-vos perdão por aqueles que não crêem não adoram e não Vos amam.

Catequista: Vamos, diante de Jesus pedir perdão pelos nossos pecados e da sociedade.

MENINAS: Das injustiças e desamor aos pobres, marginalizados e trabalhadores;

TODOS: Senhor, tende piedade de nós.

MENINOS: Pela facilidade com que faltamos à missa, e pela indiferença quando dela participamos.

TODOS: Cristo, tende piedade de nós.

MENINAS: Pelas vezes, que não respeitamos, nossos pais, irmãos, professores e pelas vezes que mentimos.

TODOS: Senhor, tende piedade de nós.

Canto de Perdão.

Pelos pecados erros passados por divisões na sua Igreja ó Jesus.

Senhor piedade! Senhor piedade! Senhor piedade! piedade de nós (2x)  

Quem não te aceita quem te rejeita pode não crer por ver cristãos que vivem mal.

Cristo piedade! Cristo piedade! Cristo piedade, piedade de nós  (2x)  

Hoje se a vida é tão ferida, deve-se a culpa e a indiferença dos cristãos!

Senhor piedade! Senhor piedade! Senhor piedade! piedade de nós (2x)

( Silêncio )

Catequistas: Unidos a Cristo, sempre pronto a interceder por nós, vamos agora pedir pelas necessidades de todo o povo de Deus.

MENINOS: Te pedimos pela Igreja, pelo Papa Francisco, nossos sacerdotes e nossas irmãs , e por todas as vocações. Rezemos ao Senhor.

TODOS: Jesus Sacramentado, atendei-nos.

MENINAS: Pelas famílias do nosso Brasil e do mundo todo, para que vivam sempre unidas na paz, no amor e na justiça. Rezemos ao Senhor.

Todos: Jesus Sacramentado, atendei-nos

MENINOS: Pelos pais, para que sejam exemplo, de fé e oração para seus filhos. Rezemos ao Senhor.

Todos:  Jesus Sacramentado, atendei-nos

MENINAS: Por todas as crianças, adolescentes e jovens, dependentes químicos, para que tenham força para superar os vícios que estragam suas vidas, Rezemos ao Senhor.

Todos : Jesus Sacramentado, atendei-nos

MENINOS: Pelas pessoas que trabalham para combater as drogas e ajudam os dependentes, não percam a esperança e se fortaleçam cada dia mais pela força do Senhor. Rezemos ao Senhor.

Todos: Jesus Sacramentados, atendei-nos

Catequistas: Aceitai, Senhor, as preces do Teu povo aqui reunido.

( Silêncio)

CANTO: DE LOUVOR

Um dia uma criança me parou,

Olhou-me nos meus olhos a sorrir.

Caneta e papel na sua mão,

Tarefa escolar a cumprir.

E perguntou no meio de um sorriso

O que é preciso para ser feliz?

Amar como Jesus amou,

Sonhar como Jesus sonhou,

Pensar como Jesus pensou,

Viver com Jesus viveu.

Sentir o que Jesus sentia,

Sorrir como Jesus sorria

E ao chegar o fim do dia

Eu sei que eu dormiria muito mais feliz.

Ouvindo o que eu falei ela me olhou e

Disse que era lindo o que eu falei. Pediu

Que repetisse, por favor, que não falasse

Tudo de uma vez. E perguntou no meio

De um sorriso o que é preciso para ser feliz

Depois que eu terminei de repetir, seus

Olhos não saiam do papel. Toquei no seu

Rostinho e a sorrir pedi que ao transmitir

Fosse fiel. E ela deu-me um beijo demorado

E ao meu lado foi dizendo assim

Catequista: Em nossa vida de família, encontramos muitas vezes dificuldades para educar nossos filhos. Sofremos influência de toda a sociedade. É na rua, na escola, na televisão , nas redes sociais. O mundo de hoje oferece muitas oportunidades boas, mas também muitos perigos para a saúde de nossas crianças e da família.

TODOS: TUDO ME É PERMITIDO, MAS NEM TUDO ME CONVÉM. (I COR 6,12a)

Pai :A família, a primeira educadora, nem sempre consegue cumprir seu papel de formadora e educadora dos filhos. A Igreja nos ensina que a família é insubstituível no desenvolvimento integral das pessoas.

TODOS: ABENÇOA, SENHOR, AS FAMÍLIAS AMÉM!

Mae: A escola, também tem sua parte de responsabilidade na educação. Das orientações que cabem à escola faz parte também a questão das drogas, da violência e de outros tipos de desvios comportamentais.

TODOS: ABENÇOA, SENHOR, AS ESCOLAS AMÉM!

Catequistas: A Igreja, também tem um papel importante na educação de nossas famílias, na catequese, nos grupos de jovens e na pastoral da família, por isso vos pedimos.

Todos: ABENÇOA SENHOR, A IGREJA AMÉM!

Catequista: Vamos fazer um momento de silêncio, para que cada um converse com Jesus e deixar Jesus também falar conosco.

( Silêncio)

Catequista: Maria, mãe das Dores, queremos também neste momento nos lembrar de Ti, e agradecer por que aceitastes ser a Mãe de Jesus e ser nossa Mãe.

Todos: Maria, Mãe de Jesus e nossa mãe, rogai por nós.

Canto:

Vem Maria, vem, vem nos ajudar neste caminhar/Tão difícil, rumo ao Pai. (bis)

Vem, querida Mãe, nos ensinar

A ser testemunhas do amor

Que fez do teu Corpo sua morada

Que se abriu pra receber o Salvador.

Nós queremos, ó Mãe, responder

Ao amor do Cristo Salvador Cheios de ternura

colocamos confiantes em tuas mãos esta oração

Meninos: Deus de ternura e bondade, bendito sois pelo maravilhoso dom de viver! Nós Vos agradecemos, porque podemos escolher  a vida e não a morte. Fortalecei-nos na solidariedade em favor de um mundo melhor

Todos :Aumentai em nós, Senhor, perseverança na luta contra o sistema de destruição da vida.

Meninos: Que encontremos sempre em Vossa Palavra, na Eucaristia e na comunidade o sustento para a caminhada e para a construção do Vosso Reino. Que vosso amor, ó Pai, circule em nossos corações, nas relações humanas e na sociedade, para acelerar a vinda do mundo que a gente quer: um mundo sem ódios, sem exclusões, sem drogas.

TODOS: Um mundo pleno de vida, amor, solidariedade e paz.

Catequistas: Por Jesus Cristo, Vosso Filho, que veio ao mundo para que todos tenham vida, na unidade do Espírito Santo.

Todos:AMÉM

<< Voltar