Nono Domingo do Tempo Comum

A fé não conhece

Creio em Deus Pai todo-poderoso …A fé é elemento comum que une a comunidade celebrante. Ela desconhece fronteiras (I leitura e evangelho) e faz de muitos povos e raças um só povo sacerdotal. Na fé comum celebramos a morte e ressurreição do Senhor Jesus, Evangelho único pelo qual Paulo empenhou todas as suas energias (II leitura). Trazemos para a celebração todos os que não creem ou professam uma fé diferente da nossa, educando-nos ao respeito pela opção religiosa dos outros. Como o oficial romano, proclamamos que não somos dignos de receber o Senhor em nossa casa, mas ao mesmo tempo confiamos no poder de sua Palavra salvadora (evangelho).

I Reis 8,41-43 – “Escuta …e atende a todos os pedidos do estrangeiro”  . Na grande oração da Dedicação do Templo (I Rs 8,23-53), Salomão não reza apenas pela casa de Davi e o povo de Israel, mas também pelos “estrangeiros”, que aí virão adorar o Deus de Israel e do Universo. E o templo será casa de oração para todas as nações ( Is 56,6-7). Deus quer ficar acessível às necessidades de todos os homens. – O evangelho de hoje mostra também a abertura do judaísmo para o mundo não-judeu, porém,  não é o Templo e sim Jesus em pessoa o lugar de encontro de todo o homem com Deus. 2 Cor 6,32-33.

Galatas 1,1-2.6-10 – O evangelho de Paulo –  Paulo desenvolve um hino de louvor em forma de «bênção», freqüente no Antigo Testamento. O louvor é uma resposta do homem ao Deus que se manifesta através de um ato de salvação ou mediante a revelação de um mistério.

Deus Pai é o sujeito e a fonte de toda a ação criadora e salvadora. E tudo o que Deus Pai realiza no homem e no mundo, ele o faz mediante o seu Filho Jesus Cristo: escolhe (vv. 4-5), liberta (vv. 6-7), reúne tudo em Cristo (vv. 8-10). A expressão «para o louvor da sua glória» (cf. vv. 12 e 14) mostra que o sentido último da vida humana é louvar a Deus. O louvor é, portanto, ato de consciência: declarando Deus como o único absoluto, o homem reconhece que as criaturas são relativas. O louvor cabe somente a Deus. O mistério é o projeto com que Deus se propõe levar a história à sua plena realização, reunindo em Cristo tudo o que existe.

Lucas 7,1-10 – A fé do pagão – O oficial era «temente a Deus», isto é, simpatizante do judaísmo, embora não pertencesse oficialmente aos seus quadros religiosos. Muitas vezes pode-se encontrar mais fé em pessoas que não pertencem a uma instituição religiosa do que entre aquelas que dela fazem parte.

<< Voltar