Sagrada Família

Família Humana, Família de Deus

 O mundo é a família de Deus, pois Jesus se encarnou em nossa realidade, experimentado o drama de todas as famílias humanas, conduzindo seu povo para a vida em plenitude. Toda celebração eucarística é catequese permanente da ação de Deus em nossa vida. Por isso, com a festa da Sagrada Família , celebramos não só o sofrimento das famílias brasileiras, mas sobretudo a certeza de que estamos sendo guiados por Deus no caminho que conduz à vida e liberdade para todos.

Encerramos mais um ano de caminhada. Agradecemos a Deus a alegria das esperanças realizadas. E celebramos desde já as expectativas, pois a maioria das comunidades e famílias ainda não viu brilhar no horizonte a consolação e a libertação iniciadas em Jesus.

Eclesiástico 3,2-6.12-14 : Regras para a vida familiar – Regras da sabedoria judaica para a vida familiar. Prevalecem o respeito dos pais, o bom comportamento e o bom senso.

Lucas 2,41-52 : Jesus aos doze anos – Narração para ilustrar o crescimento de Jesus em sabedoria e graça diante de Deus e dos homens. Crescendo, Jesus toma consciência de que sua verdadeira casa paterna não é a de Nazaré, mas o Templo de Jerusalém. Sua romaria a Jerusalém prefigura seu “êxodo” para lá (Lc 9,51-19,27). Jesus de aluno se transforma em mestre. Os pais percebem algo de Mistério de seu filho, mas só p conseguem acolher no vislumbre da fé.

Colossenses 3,12-21 : O amor de Cristo, fundamento das regras da vida familiar – Paulo cita brevemente as regras da boa família helenística (Cl 3,12-21). A norma, porém, de tais regras não é o mero “bom comportamento”, mas Cristo mesmo. Ele dá aos homens viverem juntos na paz, a Palavra de Cristo encontra acolhida, aí também descobre-se a alegria na oração e no trabalho em comum, cada dia.

<< Voltar