Segundo Domingo da Páscoa

O Ressuscitado: vida da comunidade cristã

Jesus ressuscitado está presente na comunidade, dando início à nova criação. Os cristãos sentem sua presença na ação do Espírito que move à implantação do projeto de Deus na história. A comunidade é chamada a ter fé madura que não exige sinais extraordinários para perceber Jesus presente nela (evangelho).

Só o amor é extraordinário. Ele nasce de Deus, cuja paternidade é universal e se encarna nas elações fraternas entre as pessoas. Nesse clima a comunidade vence “o mundo”, o anteprojeto, para criar o mundo novo (II leitura).

O mundo novo já esteve na primeira comunidade cristã. O retrato mais bonito dessa comunidade ficou gravado nestas palavras: ”eram um só coração e uma só alma … tinham tudo em comum … entre eles não havia necessitados “ (I leitura).

Atos 4,32-35 : Os primórdios da Igreja: um só coração e uma só alma – A unidade da Igreja fundamenta-se na fé comum em Cristo ressuscitado e expressa-se na oração comum ( At 4,24-31), mas também no compromisso com os necessitados da comunidade (4,32-34). A força interna da fé vivida deste modo é o Espírito Santo : ele é a “uma só alma”de que vive a comunidade e a leva a dar seu testemunho perante o mundo. Atos 2,42-47.

1João 5,1-6: O amor e a vitória da fé em Cristo – O amor que Cristo nos legou não é sentimentalismo, mas força para viver. Quem ama a Deus, ama também suas criaturas. Nesta atitude, o cristão se distancia do mundo com seu desejo do poder. Acreditando realmente em Cristo e seu “legado”, vencemos este poder: o poder deste mundo está vencido desde que saiu sangue e água do lado aberto do Cristo. Rm 13,9.

João 20, 19-31 – O Espírito, dom pascal e missão do fiel – Pela aparição do ressuscitado no “primeiro dia” da semana, este se transforma para sempre em “dia do Senhor”: dia da fé, da alegria, da comunidade, da paz. Os discípulos reconhecem Jesus, o crucificado que vive; recebem seu Espírito e missão salvadora: a paz. Tomé é o protótipo da testemunha ocular, que se pôde apagar” a realidade do ressuscitado. Seu testemunho é legado a nós através do escrito de Jo, para que creiamos sem termos visto.

<< Voltar