Terceiro domingo da Páscoa

Testemunhas da Ressurreição

Anunciamos, Senhor, a vossa morte, e proclamamos a vossa ressurreição . Na Eucaristia recebemos Jesus ressuscitado, e é ele quem nos capacita a traduzirmos seu amor em gestos concretos de liberdade e de vida para nossos irmãos. Nas nossas celebrações ouvimos a Palavra de Deus. E Jesus, mais uma vez, nos quer abrir os olhos para entendermos que sua morte e ressurreição constituem o centro da Sagrada Escritura. Nós, pelo testemunho que nasce da fé, queremos dar continuidade ao projeto de vida do Deus fiel, anunciado em nome de Jesus a conversão e o perdão dos pecado a todas as nações.

Atos 3,13-19 : “Deus glorificou seu servo Jesus, que vós entregastes….” Pedro curou um alejado “em nome de Jesus”(At 3,1-10) e agora explica ao povo a força deste “nome , que supera a todos”(Fl 2,9-11): o anúncio da ressurreição de Jesus. Fala também da culpa do povo de Jerusalém, para que se converta e receba perdão primeiro conflito com o Sinédrio 3,13-15.

1 João 2,1-5 : Cristo, o Justo, propiciação dos pecados de todos nós – 1) A admoestação para rompermos com o pecado, inclui uma palavra de confronto: temos um mediador que assumiu nosso pecado (2,1-2). 2) Segue um esclarecimento: o ser cristão se resume em conhecer Cristo , mas não conhecer de modo intelectual e teórico , porém , do modo da comunhão da fé, que se verifica na observação de sua palavra , na caridade perfeita. 2,1-2- Rm 8,34.

Lucas 24,35-48 Jesus aparece aos Onze na refeição e explica as Escrituras – Um sepulcro vazio não convence ninguém … Os onze precisaram da presença do Ressuscitado para que seus olhos e coração se abrissem. Fé na ressurreição é dom de Jesus mesmo e de seu Espírito. Implica na descoberta do fio escondido das Escrituras, o plano de Deus que ninguém suspeitou. Mas este plano ainda não chegou ao fim. Estamos agora “no meio do tempo”, em que Deus oferece restauração em nome de Jesus, para que todos possam viver para ele. Os cristãos são as testemunhas disso. Jo 20,19-23. Lc 9,22.

<< Voltar