Pastoral dos Vicentinos

A característica dos vicentinos é o contato pessoal, humano, com o pobre. “Esse contato direto é o que mais se necessita hoje: saber sentar-se junto do pobre, escuta-lo e orienta-lo em sua aflição”.

As conferências vicentinas formam parte de uma comunidade de fé que contempla o Cristo no rosto do pobre, executando um serviço concreto e prático, em coordenação e amizade uns com os outros.

As carências atuais vão muito além das necessidades básicas de alimentação, moradia e vestuário. Entender as necessidades de saúde, de noções básicas sobre hábitos de higiene e de alimentação equilibrada é fundamental para o trabalho vicentino. Mais do que nunca se faz necessário levar a esperança evangélica, a Boa-Nova trazida por Jesus e difundida pelos cristãos – a salvação é para todos. Se as condições materiais e humanas dos assistidos são extremamente difíceis, mais complicada, normalmente, é a sua dimensão espiritual.

<< Voltar